Arco do Triunfo (Arc of Triomphe)

O Arco do Triunfo é um dos símbolos mais famosos de Paris e representa as vitórias do exército francês sob as ordens de Napoleão, que ordenou sua construção.
Com 50 metros de altura e uma base de 45 por 22 metros, o Arco do Triunfo representa as vitórias do exército francês sob as ordens de Napoleão. A construção do Arco do Triunfo durou 30 anos: Napoleão ordenou sua construção em 1806, ao finalizar a batalha de Austerlitz, e o Arco foi concluído durante o mandato de Louis-Philippe. O arquiteto foi Jean-François Chalgrin.
O Arco do Triunfo foi testemunha de inumeráveis momentos históricos, entre os quais poderíamos destacar: a passagem dos restos mortais de Napoleão em 15 de dezembro de 1840 e os desfiles militares das duas guerras mundiais, em 1919 e 1944.
Na base do Arco do Triunfo, os turistas encontram a Tumba do Soldado Desconhecido, um monumento erigido em 1921 que, com uma chama sempre acesa, representa todos os franceses que morreram na Primeira Guerra Mundial e nunca foram identificados.
Nos quatro pilares do arco estão gravados os nomes das batalhas vencidas pelos exércitos napoleônicos e os de 558 generais franceses, alguns dos quais morreram em combate e seus nomes estão grifados.
Apesar de sua altura ser muito inferior à da Torre Eiffel, as vistas da parte superior do Arco do Triunfo também são bastante impressionantes. O dinamismo de Paris na confluência de doze das suas principais avenidas é digno de admirar. As vistas da Champs Élysées e do Bairro de La Défense tampouco desmerecem a subida.
Para entrar no interior do arco e subir na parte superior, é necessário pagar a entrada e subir os 286 degraus que o separam do solo. No interior também veremos um pequenos museu e dados sobre a construção.
O Arco do Triunfo faz parte do Eixo Histórico (Axe historique) – uma série de monumentos e grandes vias públicas num percurso que vai desde o pátio do Louvre até ao Grande Arco de la Défense. Este foi o arco do triunfo mais alto do mundo até à construção do Monumento a la Revolución no México em 1938 (de 67 metros).

2020-05-13T14:41:58-03:00