ICBEU Business World: Paris – França. Já se imaginou vivendo em Paris!?

Por Stevão Pacheco;

Já se imaginou curtindo as belas noites da cidade Luz com o amor da sua vida!? Que tal morar e trabalhar na França? Seu sonho pode estar mais próximo de se realizar do que você imagina, veja as dicas a seguir!

O primeiro passo é mudar a maneira de enxergar a vida, a França é um país lindo, mas com uma cultura muito diferente da nossa, então abra a sua mente, é tudo novo!  E isso é bom né!? 😉

‘Liberdade”, “Igualdade” e ‘Fraternidade”, esses são os valores que correspondem ao lema da República Francesa, princípios traduzidos na legislação que cidadãos franceses, visitantes ou estrangeiros residentes devem respeitar. A França é uma nação milenar que possui uma história e cultura riquíssimas, os franceses são muito patriotas e tradicionalmente vinculados com os seus costumes, sua cultura e com os seus valores fundamentais.

Educação: um dos melhores sistemas de ensino do mundo com altos níveis de escolaridade pública. Para ter mais chances de conseguir uma boa colocação no concorrido mercado de trabalho francês, é interessante você já possuir formação superior e ter sólida experiência em sua carreira, além de falar o idioma oficial francês.

Os franceses têm um dos melhores padrões e expectativas de vida do mundo, e por isso, o custo de vida também é alto. Também é o país mais visitado do planeta, recebendo 82 milhões de turistas por ano. É fato que as empresas francesas, sobretudo as parisienses, valorizam muito mais os candidatos que também dominam o inglês.

A França recebe mais de 100.000 estrangeiros por ano, que se mudam definitivamente para viver e trabalhar lá. Você precisa estar em situação regular para conquistar uma vaga de trabalho e isso só é possível se você começar a agir por aqui, através da Embaixada da França no Brasil, para solicitar o visto e o “Titre de Séjour” (identidade para estrangeiro), com autorização para trabalhar.

Documento de identificação unificado: o “Carte Vitale”, um documento similar a um cartão de banco que deve constar informações importantes sobre sua origem, nascimento, sexo, etc, será necessário para conseguir um trabalho, pois é obrigatório ter um número de seguro social “Sécurité Sociale”, que está vinculado a ele. Para obtê-lo é preciso ir até o órgão responsável: o “Caisse d’assurance Maladie” (Fundo de Seguro de Doença). Através desse cartão unificado, você pode usufruir de todo o sistema social do país, como segurança, aposentadoria, direitos trabalhistas, etc.

Sistema de saúde: o país possui o melhor sistema de saúde pública gratuita do mundo (OMS) e para utilizá-lo você também vai precisar obter o “Carte Vitale”.

Como conseguir um trabalho: o governo francês tem um órgão chamado “Pôle d’Emploir”, uma agência de trabalho pública que além de te ajudar a conseguir um emprego, oferece muitos cursos profissionalizantes gratuitos para atender à demanda do mercado local. Também existem as “Agence Intérimaire” (agências privadas), como a “Le Cercle Intérimaire”, “Manpower”, “Adecco”, entre outras, que você pode acessar online.

As normas trabalhistas francesas: dividem os contratos de trabalho em basicamente três tipos: “Intérimaire” – para trabalhos de curta duração (1 dia até algumas semanas); “CDD – Contrat à Durée Déterminée”- para contratos com tempo determinado (de 6 meses a 1 ano) e os mais desejados, os “CDI – Contrat à Durée Indéterminée” – contratos com duração indeterminada, que trazem mais segurança para o trabalhador, mais proteção social e facilidades para financiamentos, aluguéis de imóveis, etc.

Salário: o mínimo na França, encontrado em trabalhos mais simples, giram em torno de € 1500 euros (R$ 5.547,00 reais) por 35h semanais, com direito a horas extras se passar desse limite. Um profissional com nível superior em início de carreira chega a ganhar € 3000 euros por mês, já um especialista com experiência, em cargos de gestão, chega a ganhar uma média de € 6000 euros.

Benefícios: geralmente estão incluídos 50% dos custos de transporte, alimentação (geralmente fornecida no local), plano de saúde privado: “Mutuelle”, licença maternidade de 16 semanas, seguro desemprego a partir de 122 dias de trabalho (o benefício pode chegar a 2 anos e o valor de acordo com a quantidade de filhos), além de férias de 5 semanas por ano.

Auxílio moradia: O “CAF – Caisse d’Allocations Familiales” é um órgão do governo francês que cuida das necessidades sociais dos moradores da França. Através dele, você pode obter um auxílio moradia para ajudar a pagar o aluguel, sendo trabalhador ou estudante, e o valor varia entre €150 a €250 euros por mês.

Estudos: Uma opção é ir como estudante para realizar algum curso na França, uma forma mais rápida de começar a vida lá, você ainda pode conseguir uma bolsa de estudos e depois conseguir um trabalho de meio período para se manter.

Visto: Para ir como turista, não é necessário pedir visto e você tem direito a permanecer no país por até 90 dias.  Mas para trabalhar ou estudar você deve fazer a solicitação de visto antes de viajar, enquanto ainda estiver por aqui. Saiba mais no site da Embaixada da França no Brasil: https://goo.gl/J5sXJP

+ Sobre a França:

A República Francesa é uma grande potência e um dos países mais desenvolvidos do mundo, possui alto poder econômico, cultural, militar e político, com influência global. Tem a segunda maior economia da Europa e a quinta maior do mundo, possui a terceira maior capacidade militar nuclear, com o maior exército da União Europeia, faz parte da OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte, é membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU), OCDE- Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, OMC- Organização Mundial do Comércio, G8, G20, União Latina e da Francofonia.

A Francofonia é a ‘região linguística’ que abrange diversos territórios descontínuos no mundo, nos territórios ultramarinos franceses conquistados ao longo da história localizados na América, África, Oceania e Antártica, com milhões de pessoas que tem o francês como idioma oficial ou co-oficial. Na América do Sul, o território francês que faz parte da União Europeia é a Guiana Francesa, que faz fronteira com o Brasil pelo Amapá.

E aí, já pensou!? Quer morar na França, mas ainda não domina o francês? Venha estudar no ICBEU! 😉

2019-02-10T22:29:02-02:00

Common side effects may include drowsiness, tiredness, headache, and metallic taste. Antabuse reactions On the other hand, you have the life that you want to get to. Follow Deborah Brauser on Twitter: @MedscapeDeb. buy Metformin A company limited by guarantee registered in England and Wales with no. If you are taking Lasix to treat high blood pressure, make sure you have your blood pressure checked when your doctor says to make sure Lasix is working properly. Lasix dose Increased risk of cephalosporin-induced nephrotoxicity and radiocontrast nephropathy.